sábado, 17 de março de 2012

do lado de fora
da tua palavra
ñ há poesia
só o hálito frio
de uma mera
passagem
sem volta.

domingo, 11 de março de 2012

Verborragias

Por todos os poros
A pele apela
E respira
Outros tatos
Outras tantas palavras
enquanto a epiderme
Vaza penas.

Published with Blogger-droid v2.0.4
tontura
que sobe
da garganda
às glândulas cerebrais.

ceia entre amigos

coloca a mesa
oferece o peito
recebe o beijo
...
o último expiro
de braços abertos.

terça-feira, 6 de março de 2012

perdão

Controle
A tristeza e
O cansaço
Que o longo
Caminho
Da dor
Deságua
Nessa breve
Lágrima.

Published with Blogger-droid v2.0.4
guardo-te a lágrima
leve
o pesar
e a próxima pena
guardo-te para a alegria
repentina de sentir-se
sempre amada
redimida
sem mais lâminas.
tento
um desvínculo
do vício
mais
me separo
mais precipício