sexta-feira, 30 de setembro de 2011

caminho

desliza a lágrima
salina última
escorre abafada,
1 poro por hora.
derradeira.
lua líquida
percorrendo,
satélica,
                          o
espaço facial.
traçando
caminho de alma
na carne
tão frágil.

celebração

celebro o limite,

a idêntica dimensão
ego x mediocridade.

celebro o aparo,
o reparo, o disparo
o veneno.

celebro a morte
feita palavra,
fastio silábico,
o recorte.

celebro a duplicidade,
o olhar ambíguo,
dúbio, cínico

o pilatos
o judas
a queda de pedro

celebro a culpa
a tristeza bordô
rubroestampada
na face da salvação.

quarta-feira, 21 de setembro de 2011