quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

flerto com a faca
que me fere

falo
que sem cera
se insere

áspero
sem pena
pasmo
pleno

de pele


Nenhum comentário:

Postar um comentário