domingo, 23 de outubro de 2011

ao momento ñ poético do poeta


"Nada faz sentido esta noite. Pareço um intervalo a espera do canto.
E isto não tem nada de poético." 
S. Busato - via face

rabisco espaços
neste teu silêncio
encaracolado

invento rotas
no teu olhar
inquieto certeiro

nesta solidão
tua de si
risco-te traços

entrevendo-te
onde coisas
ñ te cabem

onde a noite
engasga-te
escancara além
de toda tua pele
...tão pétala...

onde, para ti,
ñ há
repouso e o ar
faz-te estranhezas

intervalando-te

sem cantos
cem expectativas
neste teu ser
ângulo
infinito só

preservo-te

a memória:
pele, voo, mergulho:
uma alegria
por dentro vermelha
no tempo,

uma alegria
que ñ sabe ser
sem teus naufrágios
vestidos,

uma alegria fiel
que és
à vida inteira

q
noturna
te teceu
tb
este momento.





3 comentários:

  1. Boa tarde!!

    Uma linda postagem parabéns!

    Tenha uma ótima tarde!

    Se puder, navegue pelo Alma- beijo!

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Hoje passando para desejar um ótimo dia! Beijo

    ResponderExcluir
  3. Com palavras esparsas
    Envolventes
    Um sabor de asas
    prazeres inocentes
    se constrói em harmonia
    a mais bela poesia!!

    Beijo

    Graça

    ResponderExcluir