terça-feira, 12 de março de 2013

Catedral de Sevilla
















mar de pedras
e picos
cumes 
e silêncios
arredondados

esparramada
sobre solo
amplo

feres fria
sevillano céu
solar
com ibérica
lágrima
q te faz
vela
de 7 dias
e séculos

prorrogando
preces
de duros traços
e vastas faces

Nenhum comentário:

Postar um comentário