segunda-feira, 29 de outubro de 2012

trevas
atrevem
-se
luz

travam
trêmulas

sob lustres
de versos

meus
desenredos
sob entre
teus firmes
dedos

Um comentário:

  1. Quaisquer alegrias podem valer, mas vãs, não vão ser boas. Versos que disfarçam desfazem sonhos e plantam sementes inférteis. Mas versos são disfarces dos poetas e poetas não emitem sementes inférteis.
    Bj, Alê!

    ResponderExcluir